Granada: A pedra do mês de Janeiro

 

| 05 JAN 2020 | Blog | Por Mel Bandeira | Preciosa |

Granada nas suas variadas tonalidades. Fonte: GIA

Você sabia que temos uma pedra preciosa para cada mês do ano? No mês de janeiro, a vez é da granada. O nome deriva do latim “granatum” ou romã, fruto associado ao ventre feminino e a geração da vida desde a antiguidade e por esta razão, acreditava-se que a gema deveria ser usada somente por mulheres. Utilizadas em joias deste a Idade do Bronze, a granada também é vista em importantes colares de faraós no Egito Antigo, entalhadas em anéis sinete utilizados pelos romanos e em várias joias do alto clero e da nobreza.

Na Idade Média a granada também era usada como remédio para tratar doenças inflamatórias e ainda curar corações em fúria, pois, acreditava-se que era possível domar a ira usando esta gema. 1. Busto esculpido em granada anel Romano Século 1 A.C  |  2. Pendente Bizantino com camafeu em Calcedônia, esmeraldas, pérolas e granadas ano 1000 -1100. | 3. Brinco Grego com contas de berilo e granada Século 2 A.C |

Apesar de ser mais conhecida na cor vermelha, a granada é encontrada também nas cores laranja, amarela, roxa, rosa e em tons vibrantes de verde. Elas fazem parte do grupo de minerais silicatos com diferentes tonalidades, mas com semelhante composição química. São as mais importantes deste grupo – as granadas piropo, almandina, espessartita, grossulária e andradita.

As granada piropo e almandina tem seus tons variando do roxo ao vermelho, as espessartitas entre laranjas e amarelos, enquanto a maioria das andratidas, entre amarelos e verdes, as chamadas, demantoides. A grossular, possivelmente a granada com maior gama de cores, tem seus tons variando entre a granada incolor aos tons de amarelo, laranja ao vermelho acastanhado e vibrantes tons de verde, as chamadas tsavoritas.

Por volta de 1500, os primeiros depósitos de granadas piropo na cor vermelha intensa e profunda foram encontradas no coração da Europa, as famosas granadas Bohemia. A descoberta trouxe maior visibilidade para a gema nesta tonalidade de vermelho intenso, mas foi somente após 1700 que esta granada ficou amplamente conhecida. O joalheiro oficial da corte imperial russa, o famoso Peter Carl Fabergé, empregou granadas em várias de suas criações.

Conjunto de 6 botões de camisa em granada, brilhantes, platina e ouro confeccionados por Peter Carl Fabergé  presente de Maria Feodorovna, esposa do Czar Alexander III, para seu irmão mais velho, Frederik VIII , 1900 | 

A granada é encontrada em varias regiões do globo, porém, o maior produtor do mundo atualmente é o continente africano. A Namíbia produz as granadas demantóides, já as tsavorites, as mais raras do mercado, são provenientes do Kenia, Tanzania e Madagascar, ambas espécies de cor verde vibrante e brilho intenso. Namíbia e Tanzânia são importantes fontes de granadas espessartita, de cores amarela e laranja. A pedra do mês de janeiro também é encontrada no Brasil, Myanmar, Irã, Afeganistão, Paquistão, Índia e Sri Lanka.  

Anel Arrow Granada | Coleção Artemis.

Acredita-se que a granada, é capaz de nos trazer saúde, abundância e felicidade. De acordo com a astrologia védica, a granada promove clareza de pensamento, a criatividade e a auto-confiança. Ainda, por ser associada ao amor, pode induzir a sentimentos como compaixão e calma, e há quem fale de seus poderes afrodisíacos. Poderosa, não? Já sabe qual a pedra do próximo mês? Descubra em nosso encontro de fevereiro. Até lá.



A criatividade sempre esteve presente na vida de Mel Bandeira e o caminho para o design de joias aconteceu de forma natural. Graduada em Desenho Industrial com habilitação em Design de Produto e especialização em Design de Joias, a designer trabalhou por mais de quinze anos para empresas do setor tanto no Brasil quanto no exterior. Em quase uma década vivida em Londres, Mel trabalhou para empresas de acessórios, bijuterias, joias e alta joalheria. A bagagem na área foi sendo construída através de cursos sobre técnicas de ourivesaria, design, modelagem 3D, gemologia e atuação na indústria joalheira. Desde 2016, após seu retorno ao Brasil, assina sua própria linha de joias mesclando técnicas da joalheria tradicional às mais novas tecnologias da área com delicados talismãs para o dia a dia – Joias com significado e alma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *